Home Fóruns Lacrimosa e notícias 2000 – Tilo – Dmitry Basik (Homens discutindo sobre o amor)

Este tópico contém resposta, possui 1 voz e foi atualizado pela última vez por  Lacrimaniacos Fã Clube 3 meses, 1 semana atrás.

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #755

    Data: 2000
    Tradução: Karina B.Pinotti
    Fonte: Dmitry Basik

    Homens discutindo sobre o amor – 2000

    Em algum momento no Legion-e, que publicou uma autobiografia monografia de Tilo tão completa que no momento da publicação do último álbum de Lacrimosa o Elodia, se ofereceu para fazer uma entrevista com Wolff que não causou qualquer emoção. Bem, realmente, o que mais foi possível falar com Tilo? Sobre o novo álbum? Claro, mas não foi o suficiente. O tempo mostrou que, desta vez, não se deixe levar pela intuição. Depois de algum tempo, nas profundezas das perguntas de Dmitry Basik nascia grandes temas para discussão com ele, Tilo. Por que não falar sobre … amor?! Outra coisa foi as súplicas de Tilo para conceder esta entrevista fora da campanha promocional na qual teve que gastar uma grande quantidade de esforço, com a conexão das relações pessoais, mas não a essência, no final, ” Homens discutindo sobre o amor ” a seguir para você …

    – Eu sei, Tilo, que você está muito ocupado para dar esta entrevista que tivemos que perturbar muito seu agente de publicidade!
    Tilo – Oh sim! Passei o dia ea noite em sua companhia na Hall Of Sermon, envolvidos na gestão dos nossos grupos, e ao mesmo tempo se preparando para o show. Vamos agir em conjunto com Atrocity. Eu realmente espero que todos se divirtam!

    – Na minha opinião, o seu último álbum Elodia foi o mais bem sucedido na história da banda, porque algumas das canções até mesmo bateram os hits alemães …
    Tilo – Sim eu tambem. Esse álbum realmente tornou-se o mais importante para Lacrimosa. Bem aceito pelo público, e para mim, pessoalmente, foi mais um passo a frente. Mas nós ainda somos independentes, e é, portanto, de algum progresso sério que não posso falar aqui. Sim, nós fomos hit nas paradas, mas não nos mostram na TV e muito menos no rádio. Para eles, nós ainda permanecemos um grupo “sem fins lucrativos”.

    – Mas se você tivesse assinado com uma grande gravadora, o seu sucesso teria sido muito mais impressionante!
    Tilo – Eu concordo.

    – Então, eu pergunto, o que fez você parar?
    Tilo – O fato de que eu quero ter o controle total sobre tudo o que eu faço. Eu não quero que ninguém interfira no meu processo criativo. Enquanto eu tiver o dinheiro para gravar um álbum, eu vou fazer-se Lacrimosa. Embora, é claro, eu não excluo o fato de que eu fico cansado de trabalhar de manhã até a noite, e eu quero me concentrar em escrever música. Então, provavelmente, vou passar para as distribuidoras.

    – O desejo de manter tudo sob controle, provavelmente o transformou em um pequeno ditador. Estou certo?
    Tilo – Bem, não é ditador, ha! Embora, é claro, existe alguma verdade nisso. Você sabe, eu gosto do fato de que eu posso realizar as minhas próprias ideias. Se eu ouvir as opiniões dos outros, então eu paro para implementar as suas ideias, será idéias de outras pessoas. E, neste caso, a música perde todo o significado para mim. Eu nunca quis criar o melhor grupo do mundo, eu só quero sentir isso da minha forma. Assim, no processo criativo Eu sou muito egoísta.

    – Você não da liberdade para os músicos usarem a sua criatividade?
    Tilo – Bem, não exatamente. Por exemplo, eu não sei tocar violino, e quando o violinista me diz que toda a partitura é melhor tocar assim e por isso, acho que é difícil argumentar!

    – Na minha opinião, a música Alleine zu Zweit se tornou um sucesso absoluto de seu último álbum. Como nasceu esta obra-prima?
    Tilo – Muitas vezes penso sobre a minha vida, sobre o seu desenvolvimento. Eu vejo as pessoas ao meu redor, vejo como elas mudam ao longo do tempo. Esta música é sobre pessoas que são forçadas a irem embora. Mas, apesar disso, eles tentam manter seus sentimentos, seu amor. Esta música é sobre pessoas reais que eu conhecia. Mas eu já havia experimentado algo assim, para poder colocar em uma música os meus próprios sentimentos.

    – Eu sempre quis saber como os músicos que tocam com você, entendem os seus sentimentos, suas emoções? Quão sincero eles transmitir ao ouvinte a sua ideia?
    Tilo – Esta é uma razão pela qual eu tento fazer tudo sozinho. As pessoas nunca vão entender você cem por cento. Eles podem te ouvir, tentar entender, mas eles nunca irão viver os sentimentos que você viveu. Portanto, é muito importante para mim como eu apresento as minhas ideias aos músicos.

    – Revelando seus sentimentos para outras pessoas, você se torna vulnerável. Como muitas vezes podem não entender você, alguma vez sua alma se feriu por isso?
    Tilo – Muitas vezes eu não entendo os músicos e ouvintes. Mas eu não posso ser diferente. Eu só escrevo poesia, eu escrevo sobre o que eu sinto. Eu nunca planejo com antecedência se terá um versículo em particular da música ou não. Sim, estou ciente de que alguns dos meus poemas são muito, muito pessoais. Mas eu nunca me importei. E por que eu deveria ter medo de alguém? Porque eu sei o que me preocupa, problemas e outras coisas. Revelando meus sentimentos, eu ajudo as pessoas a serem mais abertas, mais francas. Francas com elas e conosco …

    – Não é tão fácil encontrar alguém que você pode confiar, abrir seu coração. É uma grande felicidade quando encontra uma pessoa. E você está tentando ser franco com milhares de pessoas. Isso faz sentido quando apenas algumas entendem você?
    Tilo – Mas não há necessidade de fazer as pessoas entenderem até o fim, completamente. Muitos não sabem a língua alemã, e, no entanto, as canções causam algumas emoções em humanos. E, na maioria das vezes, essas emoções são pessoas conectadas com suas próprias vidas. E eu não quero dizer que tudo está errado, que a música não é sobre isso. Não tenho a pretensão de fazer as pessoas entenderem do jeito que eu quero. Todos vão encontrar nas minhas canções algo para si mesmo. Não é necessário me compreender totalmente … Por outro lado, se eu me abro para o ouvinte – Eu mostro que não necessariamente todas as músicas são para Rock and Roll. Há outros tópicos. E se eu iniciá-lo, talvez alguém irá continuar …

    – Foram escritas milhões de músicas sobre o amor. Parece que tudo já foi dito há muito tempo … O que você sente quando você está escrevendo outra canção de amor? Você não tem medo de suas palavras soarem triviais?
    Tilo – Não! É da natureza humana se apaixonar. E faz parte da vida se apaixonar mais de uma vez. E o que acontece? Toda vez que nós experimentamos o sentimento de amor é diferente, é de uma maneira nova. O mesmo vale para escrever canções sobre o amor. Sempre que você experimentar novos sentimentos, você vê as coisas sob uma nova luz. Sempre que você usa novas palavras para expressar seus sentimentos, e se os sentimentos são sinceros, as canções não são triviais. Outra coisa, quando você escreve uma canção sobre o amor, se você precisar dela para estar no álbum. Não me interpretem mal, eu não tenho nada contra o Bon Jovi, mas esses caras precisam de uma balada sobre o amor estar presente em cada um de seus álbuns. E quando você se sentar e começar a pensar sobre o que você deve escrever, desta vez, não é fácil de ser sincero e original. Pessoalmente, eu escrevo sobre o amor só quando eu simplesmente não posso não escrever sobre ele.

    – Como você disse, com razão, na vida nos apaixonamos mais de uma vez. Você pode comparar a sua percepção sobre o amor agora e digamos, cinco ou dez anos atrás?
    Tilo – Amor – é a força que nos permite sobreviver. Mas, falando das diferentes percepções do amor, deve ser considerado que nós amamos. Eu amei pessoas e isso mudou a minha percepção do amor. Para te dizer o que eu senti, teria que falar sobre as pessoas que eu amava. E assim a história tomaria muito tempo.

    – O que você mais aprecia no amor, além do fato de que é o poder que nos permite sobreviver?
    Tilo – No mundo, se nós compartilhamos algo nós recebemos a metade. A única exceção é o amor. Se você compartilhar com o amor de alguém, você tem ainda mais. O amor nunca é o suficiente. Se uma mãe tem vários filhos, ela ama a todos sem exceção. Ele é capaz de dar o seu amor a cada criança. Parece-me que o amor não pertence ao nosso mundo, é a partir do exterior. E esta é uma das razões que confirmam a existência de Deus.

    – Você acredita em Deus?
    Tilo – Sim, eu acredito!

    – Você sabe, Tilo, as pessoas acreditam em Deus de diferentes maneiras. Para alguns o suficiente é sentir a sua presença em meu coração, e outros precisam ir à igreja, para realizar rituais. Em uma palavra, para estar em uma espécie de sistema religioso. Como você acredita?
    Tilo – Sou muito tradicional. Eu sigo todos os cânones da religião cristã, e até mesmo vou à igreja. Mas eu não sou um católico. Eu não gosto da forma em que a igreja católica investe na fé. Mas eu sou uma pessoa muito religiosa, e fé é uma parte muito importante da minha vida.

    – Esses dias vi um livro cujos autores argumentam que a música rock – “é do diabo” e que todos nós que tocamos e promovemos essa músicavamos ir para o inferno. O que você músico de rock acha sobre tais conclusões?
    Tilo – Ha ha! Você sabe, se as pessoas veem algo que eles não conhecem então eles ficam com medo. Este é o primeiro. Em segundo lugar, se você diz na TV que alguém matou alguém, e esse alguém estava ouvindo rock, por isso o Rock obrigou o homem a cometer o assassinato. E se eu roubar algo, ninguém vai dizer: “Oh, ele é o cara da nossa cidade!” Todos dizem que eu – um representante da cena gótica e a cena gótica que obriga as pessoas a roubar. Se eu ouvir música clássica, todos iriam reconhecer que a música clássica é extremamente perigosa, ha ha! Mas, em tudo isso, há um grão de verdade. Na cena do metal tem um monte de grupos satânicos que advogam a adoração do diabo, que defendem assassinato e violência. Mas nos shows estão presentes muitas vezes crianças mesmo muito jovens e são incapazes de distinguir entre o que é bom e o que é ruim. E quando seu ídolo sobe ao palco e lhe diz para fazer isso e aquilo, eles podem obedecer cegamente. Eu só espero que as pessoas – seres pensantes capazes de suas próprias decisões. E aqueles que escrevem esses livros, simplesmente subestimam as pessoas, acreditando que eles não podem pensar por si mesmos, e porque esses “escritores” assumem o direito de dizer o que é bom e o que é ruim.

    – O que é o mais paradoxal, esses autores não mencionam sobre os grupos “satânicas”. Em primeiro lugar na sua lista das revelações foram os Beatles!
    Tilo – Ha-ha-ha! Meu Deus, ha ha!

    – Há uma crença de que, quando um homem se apresentou como uma simbiose de duas pessoas – um homem e uma mulher. Essa pessoa era um holística e feliz. E então Deus dividiu essas pessoas em duas metades e espalhou estas metades em todo o mundo. E agora as pessoas estão em busca constante de suas metades perdidas. Você acredita que, em nossas vidas, podemos encontrar apenas uma pessoa com quem gostaríamos de ser verdadeiramente feliz e que poderia amar para sempre?
    Tilo – Bem, isso soa muito romântico e emocionante! Embora eu certamente não acredite nisso. Afinal, seria terrível se fosse tudo verdade. Imagine que eu encontrei a minha metade, e depois ela morreu em um acidente de carro. O que nós temos? O meu “meio” para a vida está fadado a ficar sozinho, porque não segurei o volante? Não seria justo! Eu conheço muitas pessoas que estão juntos há muitos anos, e então se separaram e foram felizes com outras pessoas. Eu não acredito que todos tenham uma única pessoa.

    – E você acredita que seria capaz de se apaixonar por uma vida inteira? E se apaixonar tanto que você estaria pronto para sacrificar sua vida por causa de um ente querido?
    Tilo – Isso seria o ideal. Este é o amor. Mas eu provavelmente não vou realizar agora a dizer que eu posso sacrificar minha vida em nome da vida de outra pessoa. Afinal de contas, se você é, digamos, você ama uma mulher, e ela ama outro homem, e eles estão bem, você está, em tese, deveria estar feliz que a pessoa que você ama esta feliz. Mas você não se alegra, esta atormentado. Sofrendo porque minha namorada não é você. Nós, seres humanos somos demasiado egoístas, você tem que admitir que …

    – Eles dizem que se você já ama então ama todos. Envolver-se em trabalho criativo, neste caso, acaba mal. Mas quando você está infeliz – é outra questão. Ou seja, o sofrimento – a melhor inspiração …
    Tilo – Com isso, eu tenho que concordar. Todas as obras de arte nasceram de dor e sofrimento. Em essência, a dor e o sofrimento são alimento para o criador. Mas a minha própria experiência é que quando você está feliz, é muito mais fácil de conhecer a si mesmo, para olhar para frente de seus próprios medos e dúvidas. A dor e o sofrimento não ofuscar sua mente. Em tempos mais felizes, eu podia escrever canções mais profundas, mais emocionais.

    – A idealização de ídolos – algo peculiar ao homem, principalmente na adolescência. Às vezes, essa idealização termina em declarações de amor e que realmente devo admitir, a cama. Quantas vezes você, o ídolo de muitos milhares de jovens foi confrontado com esse tipo de coisa?
    Tilo – Esta é uma questão muito pessoal! Mas eu ainda vou tentar lhe responder. Eu tento estar ciente do que estou fazendo. Algo, que trouxe algumas horas de diversão, pode resultar em um trauma profundo. Portanto, você deve se perguntar: Será que esta menina só quer fazer amor com você, ou ela é apaixonada por você? Se ela está apaixonada por você, não toque nela.

    – A Bíblia proíbe o sexo com uma mulher se você não estiver casado com ela. Você concorda?
    Tilo – Não. Pois o sexo, não é apenas para procriação. Sexo – é divertido, por que privar-se disso?

    – Tilo, você gostaria de ter filhos?
    Tilo – Quando eu era pequeno, eu sonhava que eu teria um monte de crianças. Eu queria que meus filhos tiveram um monte de irmãos e irmãs. Mas, era quando eu nem sequer sabia como era ter seus próprios filhos. Eu era muito jovem.

    – Eu digo “Lacrimosa” e significa Tilo Wolff. Dizemos Tilo Wolff e significa “Lacrimosa”. Isto é certamente verdade. E, no entanto, quem são estas pessoas que estão tocando com você em uma banda?
    Tilo – Nosso baterista – um alemão, nasceu em Hamburgo. Uma vez ele tocou em Running Wild. Agora, ele é dono de uma pequena agência de concertos. Nosso baixista, JP, também vive em Hamburgo, ele tem um estúdio onde gravou vários álbuns para o Lacrimosa. Sasha, nosso guitarrista, também vem de Hamburgo. Houve um tempo em que ele tocava com um monte de bandas de metal. Guitarra base, ele, também é de de Hamburgo e tocou com a gente apenas em shows. De qualquer forma, ele é assistente pessoal de Kai Hansen do Gamma Ray! E Anne está trabalhando comigo em nossa gravadora Hall Of Sermon.

    – Quero pedir desculpas antecipadamente para a seguinte pergunta se for errada … Na representação humana, se há um grupo com dueto de homen e mulher, então, entre eles deve “acontecer algo.” Eu ouvi um monte de rumores de que entre você e Anne “há uma conexão”. Acho que você sabe o que quero dizer. Gostaria de fazer um comentário sobre isso?
    Tilo – Você sabe, quando você está com alguém com quem você trabalha junto por tanto tempo, você querendo ou não, está muito perto de conhecer bastante sobre a pessoa. Esse é o comentário. Desculpe-me, mas eu não vou falar sobre os assuntos internos de nosso grupo, quem se juntou com quem, e assim por diante. Isso é um muito particular!

    – E com razão, Tilo! Poderia nos dizer como você gostaria de passar o último dia de sua vida!
    Tilo – Para fazer isso eu precisaria de uma caixa de uísque, sete grandes pizzas e três das mulheres mais bonitas do mundo!

    – Bem, depois de tal dia, como você gostaria de ser lembrado?
    Tilo – Whoops-a-c … Bem … Ah-ah-ah … Eu só espero que a minha morte não seja algo muito de se alegrar!

Visualizando 1 post (de 1 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.