Home Fóruns SnakeSkin 2016 – Tunes For My Santiméa

Este tópico contém respostas, possui 1 voz e foi atualizado pela última vez por  Lacrimaniacos Fã Clube 4 meses, 3 semanas atrás.

Visualizando 5 posts - 1 até 5 (de 5 do total)
  • Autor
    Posts
  • #760

    Após 10 anos de pausa, Tilo volta com boas novidades para o SnakeSkin, lançado em 2016, Tunes for my santiméa fez valer apena esperar por um novo lançamento do SnakeSkin.

    Playlist
    1 – Le Seul Vrai
    2 – Moonlightfire
    3 – Alive
    4 – Santiméa
    5 – Go!
    6 – Heartbeat
    7 – La Vie Passee
    8 – Keep Me Alive
    9 – Take Me Now
    10 – Recall III
    Bonus Tracks
    11 – Take Me Now (Kartagon Remix)
    12 – Go! (Raven Mix)

    #761

    Review do álbum por: https://www.side-line.com/snakeskin-tunes-for-my-santimea-cd-album-hall-of-sermon/
    Tradução: Karina Pinotti

    Tilo Wolff e Lacrimosa são inseparáveis, mas tenho certeza de que alguns de vocês provavelmente se esqueceram de SnakeSkin. Este outro projeto conduzido por Tilo Wolf lançou dois álbuns (“Music for The Lost” e “Canta’Tronic”), mas a última obra foi lançada em 2006! E “Tunes For My Santimea” é um tipo de retorno para Tilo Wolff, que está em ótima companhia de duas grandes cantoras (Kerstin Doelle e Carina Boehmer). Kerstin Doelle já estava cantando no “Canta’Tronic”.

    Conteúdo: O vínculo com o Lacrimosa é sempre fácil de fazer, embora este novo trabalho seja mais para uma espécie de espírito neoclássico. Os vocais bonitos e artisticamente treinados – especialmente de Kerstin Doelle, elevam esse trabalho a um nível superior. Mas o trabalho não é apenas as vozes celestiais de seus cantores, mas também a grande composição.

    Snakeskin muda de músicas pesadas e dinâmicas para atmosferas bonitas e tristes. Os arranjos orquestrais foram misturados com tratamentos de som refinados. As músicas agora são delicadas e parecem bombásticas, enquanto eu posso perfeitamente imaginar algumas das faixas sendo usadas em uma trilha sonora.

    O álbum apresenta 10 faixas e 2 remixes

    “Tunes For My Santimea” é uma composição versátil, mas artística. Há uma bela dualidade entre as duas cantoras, enquanto os vocais de Tilo Wolff estão apenas acentuando o contraste … ou realizando a complementaridade entre todos os protagonistas. É difícil considerar esse trabalho como um gênero específico, e não como a síntese entre múltiplas influências. A música eletrônica e as influências neoclássicas juntam as mãos para uma criação transcendental, revelando vários pontos que chamam a atenção. Também tenho que mencionar um ótimo remix de “Take Me Now”, de Kartagon. Por último, mas não menos importante, tenho que dizer uma palavra sobre a grande obra de arte do álbum, que nos lembra que um lançamento físico ainda permanece no formato único que agradaria aos verdadeiros amantes da música.

    Este álbum é muito bonito para realmente considerar encontrar pontos negativos. Gostaria de acrescentar que a parte final da obra não é tão emocionante em comparação com a estréia fenomenal.

    Conclusão: O SnakeSkin revida em grande estilo e com uma impressionante conquista artística. Deveríamos realmente esperar que fosse diferente quando se trata de Tilo Wolf?

    Melhores músicas: “La Vie Passee”, “Santiméa”, “Heartbeat”, “Le sEul Vrai”, “Take Me Now – Kartagon Remix”.

    #764

    #765

    #766

    SEM CENSURA

Visualizando 5 posts - 1 até 5 (de 5 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.